• Tuesday, October 8, 2019

“História em Roda Viva” apresenta a obra de Paulo Pinheiro Machado

A próxima edição do “História em Roda Viva”, série de debates promovida pelo Proprietas, contará com a presença de Paulo Pinheiro Machado. Paulo é professor de História da Universidade Federal de Santa Catarina e pesquisador associado ao instituto. O evento acontecerá no dia 9 de outubro, às 15h, no Campus Gragoatá da Universidade Federal Fluminense (UFF).

Intitulado “História e maestria na obra de Paulo Pinheiro Machado”, o debate faz parte de uma proposta de encontros que busca discutir o tema propriedade, eixo central de pesquisa do instituto. O formato do encontro busca estimular questões sobre a construção histórica de tal noção, sendo concebido singularmente a partir das investigações em curso de cada convidado. Após expor os pontos de interesse de sua pesquisa atual, abre-se a discussão com os demais pesquisadores que compõem a mesa redonda. Nessa edição contaremos com a presença de Álvaro Nascimento, Marcos Bretas, Marcus Dezemone e Rogerio Rosa, pesquisadores do campo historiográfico. Posteriormente, a plateia poderá participar ativamente do debate, expondo suas perguntas e possibilitando uma troca efetiva de conhecimento.

Para receber certificado de participação, é necessário realizar a inscrição aqui.

Mini bio de Paulo Pinheiro Machado:
Tem doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas, com Pós-Doutorado na Universidade Federal Fluminense e na Universitat Autonoma de Barcelona. Leciona no curso de graduação e no Programa de Pós-Graduação em História da UFSC. Tem experiência na área de História do Brasil, com ênfase no período do Império e primeiras décadas da República, atuando na área de História Social do Campesinato, principalmente em pesquisas sobre colonização, terras, fronteira agrícola, fronteiras internacionais, Revolução Federalista e movimentos sociais rurais, como Canudinho de Lages (1897) e a Guerra Sertaneja do Contestado (1912-1916). É autor dos livros “A Política de Colonização do Império” e “Lideranças do Contestado”, entre outras obras. É líder do Grupo de Investigação sobre o Movimento do Contestado e integrante do Laboratório de História Social do Trabalho e da Cultura da UFSC.

Compartilhe: