Conferência “Fascismos, corporativismos e regulação de interesses socioeconômicos”

O Proprietas recebe João Paulo Avelãs Nunes, professor de História Contemporânea da Universidade de Coimbra e pesquisador associado do instituto, para palestra que aborda questões urgentes para o cenário político brasileiro. Intitulada “Fascismos, corporativismos e regulação de interesses socioeconômicos”, a conferência acontece na próxima quinta-feira, dia 25 de outubro, às 9h, na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Resumo: Partindo da habitual caracterização dos corporativismos da “Época do Fascismo” como instrumento de repressão dos trabalhadores por parte dos Estados e dos patronatos, procura-se introduzir alguns vectores de complexificação. Evocam-se exemplos decorrentes das experiências históricas italiana, portuguesa e, num diferente quadrante político, norte-americana. Utilizam-se categorias interpretativas como natureza dos regimes fascistas, mundividências dos líderes ditatoriais, repressão e enquadramento, empresas mão-de-obra intensivas e empresas capital intensivas, proto-keynesianismo.

Mini-bio de João Paulo Avelãs Nunes: Professor Auxiliar de História Contemporânea do Departamento de História, Estudos Europeus, Arqueologia e Artes da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (DHEEAA/FLUC) e Investigador Integrado do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra (CEIS20/UC).

 

Serviço:
Conferência “Fascismos, corporativismos e regulação de interesses socioeconômicos”, com João Paulo Avelãs Nunes

Local: UERJ – Sala RAV 84 (8º andar)

Data: 25 de outubro

Horário: 9h

Evento gratuito